quarta-feira, 19 de abril de 2017

Recife: Via Sacra da Fraternidade nas ruas do centro

O dia amanheceu em clima de oração no Recife, nesta quarta quarta-feira, 12 de abril. A programação começou na tarde do dia anterior, com uma vigília de oração na igreja da Ordem Terceira do Carmo. Ao raiar do dia, o padre João Carlos e voluntários da Associação Missionária Amanhecer- AMA, dirigiram-se ao Pátio de São Pedro, em concentração para percorrer as principais ruas comerciais da cidade, na tradicional Via Sacra da Fraternidade.
Aos poucos, cada vez mais pessoas iam chegando e se juntando ao grupo; comerciantes, pedestres que, ao longo do caminho, rezavam,  cantavam e meditavam  as estações, os principais momentos  de Jesus Cristo até o calvário, a Via Crucis.
A 18ª edição da Via Sacra da Fraternidade teve a participação de centenas de fiéis, uma caminhada de penitência e oração, mas também de conscientização social. Questões como a preservação ambiental, ética e a luta por justiça também foram abordadas durante o Percurso. Os convidados, Antônio Brayner, representante da Cúria Metropolitana, a Zenaide Nunes, diretora do Jardim Botânico e Terezinha Nunes, Deputada Estadual, expressaram suas opiniões sobre tais questões.
Baseado no tema da campanha da Fraternidade 2017, “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15), o padre João Carlos, que estava à frente desse momento penitencial, fez uma parada especial em frente ao Rio Capibaribe, e chamou a atenção para a sua degradação, bem como a necessidade de sua preservação.
A Via Sacra teve missa de encerramento na Basílica do Carmo, presidida pelo Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido.
Por: Viviane Arruda

0 comentários:

Postar um comentário